sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Nossas emoções - Um jardim regado. (Isaías 58:11 - Marcos 4:30-32)



“Com que podemos comparar o reino de Deus? Que parábola podemos usar para isso? Ele é como uma semente de mostarda, que é a menor de todas as sementes, mas depois de semeada, cresce muito até ficar a maior de todas as plantas do jardim, com ramos tão grandes que os pássaros podem se abrigar á sua sombra.”

Emoções, lembranças registradas, fraquezas, qualidades, potenciais, debilidades, ações, reações, reservas, resistências, medos, ansiedade, valores, comportamentos etc...
Esses são alguns tipos de sentimentos que fazem parte de nosso jardim. Para um jardim ter belas plantas com lindas flores, ele necessita ser bem cuidado, regado, acompanhado diariamente e os nutrientes necessários para o solo precisa ser posto na dosagem certa.
Assim também acontece conosco. Se não tivermos nosso coração (jardim) bem regado e cuidado, não cresceremos saudáveis e não produziremos belas flores. Mas se nosso jardim for cuidadosamente nutrido, cresceremos fortes, com flores belíssimas de admirar.
Muitas de nossas decisões são tomadas inicialmente em razão do que sentimos ou acreditamos. Só depois paramos para pensar e justificar nossas escolhas. Na maioria das vezes o que sentimos no coração determinará nossas atitudes e ações.
Jesus nos falou sobre ter um coração de criança, pois crianças são inocentes, crédulas e abertas às emoções. Pessoas que têm um relacionamento íntimo com Deus têm consciência de suas emoções. Ter coração de criança não é ser infantil, imaturo e recusar-se assumir responsabilidade pelas próprias ações.
Ter um coração de criança é assumir responsabilidade e ao mesmo tempo estar aberto e ser capaz de entregar-se as emoções.
Jesus usou muitas parábolas para desafiar a mente das pessoas. E através delas nos ensinou que para sermos grandes, precisamos ser pequenos. Para sermos líderes, precisamos servir.
Jesus amou, se irou, experimentou o medo, chorou de tristeza e viveu com coragem. Ele sabia quem era, e muitas vezes agiu motivado pelo que sentia (Mt 21:12-17) (Jo 11:28-42).
Nossas emoções nos levam a fazer as coisas que fazemos, por isso precisamos assim como Jesus saber quem somos, precisamos regar e cuidar bem de nosso jardim (coração) para que nossas plantas (emoções) sejam belas, saudáveis, com ramos grandes e viçosos (nossa presença) e produzam sombras onde os pássaros (pessoas) queiram estar.

Vamos analisar algumas plantas (emoções) de nosso jardim:

1- Arvore de casca-grossa – São pessoas que se tornam indiferentes às emoções dos outros e até mesmo a suas próprias emoções. Têm dificuldades em enfrentar suas fraquezas e dificuldades e usam capa para camuflar. São orgulhosas, negam os problemas, mostram uma super espiritualidade.

2- Planta de Estufa – São pessoas super, híper sensíveis. Não suportam nenhum tipo de pressão. Enfrentam e vencem os problemas dentro de seu ambiente, mas não vencem seus medos e crises interiores. São pessoas que gostam de viver a chama do momento, mas sem nenhuma pressão, pois não suportam e quebram.

3- Cactos – Essas têm uma capacidade enorme de armazenamento. Passam a armazenar tudo que recebem e muitas vezes até mesmo o veneno das cobras que passam por suas vidas. Ficam armadas em atitude de defesa e quando alguém se aproxima para lhe tocar percebem seus espinhos, que impede a aproximação. São pessoas que ferem na mesma medida que foi ferida, recebem o veneno das cobras e passam adiante a fim de envenenar outros também.

4- Planta de Redoma – São aquelas que vivem distante de tudo e todos. Impõe limites e ergue barreiras. Não permite em vida que ninguém entre, toque ou sinta. São pessoas aparentemente belas, mas são frias, não sentem, não tocam. Vivem em uma cúpula de vidro.

5- Planta Mirrada – Algo aconteceu, uma situação marcou a mágoa ou o trauma se instalou, não avançam e não crescem mais. São pessoas que vivem presas ao passado. Não foram cuidadas, alimentadas como deviam e sentem inferiores as outras plantas. Pessoas com dificuldade em perdoar.

6- Dormideira – Basta um simples toque e essa se fecha por causa de sua alta sensibilidade, passa um período de tempo e ela se abre novamente até que venha o próximo toque e a faça fechar. Essas pessoas vivem com o “pé atrás”, com medo de se relacionar, de serem confrontadas, por isso se fecham. Vivem em constante atitude de defesa por causa de uma fragilidade excessiva.
Fragilidade excessiva não é sinônimo de sensibilidade e sim se imaturidade.

7- Espinheiro – São cheias de defesa, constroem uma muralha e uma imagem para manter os outros afastados. Transmitem medo ao invés de respeito e amor.

8- Planta Carnívora – Essas para chegarem onde desejam ou conseguirem o que querem passam por cima de quem for. Comem (difamam) a reputação de quem quer que seja. São maquiavélicas, querem ser beneficiadas a qualquer custo.

9- Flores de Plástico – São as artificiais. Finge ser o que não são, vivem de fachada e se tornam aquilo que os outros  querem que elas sejam. Não são naturais, vivem de aparência.

10- Comigo ninguém pode – Pessoas assim escolhem a rebeldia, a agressividade e a hostilidade como essência. Tudo isso na tentativa de se  proteger, para não expor sua fragilidade e medo que existem por trás de toda fachada de rebeldia.

11- Trepadeira – Se encosta e se escora nos outros afim de sugar. Essa planta se comporta como uma parasita. São pessoas com dependência emocional, não conhecem e não acreditam em seu potencial.

12- Papoula – Pessoas manipuladoras, que tiram do próximo o direito de dizer não, seduzem pela oratória. Controladora, exerce influência sobre a decisão dos outros. (ópio).

13- Urtiga – Tem uma textura aveludada e é usada por muitos para decoração, mas no contato com a pele provoca coceira que leva a irritação. Essas são pessoas que não aprenderam a arte do contato, do relacionamento (inconvenientes, entrões, sem limites, usam brincadeiras indesejáveis e indelicadas a fim de fazer provocações).

14- Absinto – (Privado de doçura). Tem propriedades medicinais, mas é usada com dosagem especifica. Tem um dos cheiros mais agradáveis das flores, mas seu sabor é extremamente amargo. São pessoas que fazem coisas admiráveis, mas não tem doçura nos relacionamentos e na vida. São pessoas que se machucaram tanto que perderam ou se privaram da doçura se tornado amargas, mas ainda assim conseguem fazer coisas úteis na vida (sem leveza, delicadeza, rude, grossa).

15- Samambaia Chorona – São pessoas que não têm coração grato. Atravessam a vida lamentando, desfiando um rosário de desgraça. O pessimismo e o lado sombrio da vida são as referencias para ver a realidade. Vivem murmurando e não reconhecem o cuidado e provisão de Deus, ficam focadas no pessimismo e derrota.

16- Cana-de-açúcar – É uma planta de estrutura frágil, mas suporta ventania, temporais, a fúria das foices, a impiedade da trituração e da moenda sem perder sua essência (doçura). São pessoas que passam pelo sofrimento, pela dor e fazem delas degraus para o seu crescimento. Que sabem tirar proveito das dificuldades se permitem ser transformadas pelo Senhor (cana transformada em açúcar) e usam sua experiência para ajudar e influenciar outros para o bem.

Talvez você tenha se identificado com alguma dessas plantas, e tenha percebido que seu jardim precisa ser tratado, podado (o corte traz crescimento). Quero te encorajar a depositar sua vida nas mãos do maior jardineiro que existe, Jesus. Ele tem e sabe de todos os nutrientes necessários para seu jardim (coração) e crescimento de suas plantas (emoções).
          Permita que Jesus, o grande jardineiro regue o seu jardim com a água da vida, fazendo crescer fortes árvores, com frutos que serviram de alimento e cura para essa geração. (Ez. 47:12)

Que Deus Lhe fale ao coração!

Em Cristo,

Élder Rangel.



4 comentários:

  1. Parabéns pela postagem! Muito edificante.

    Realmente precisamos guardar nosso coração e que nossa vida seja uma bela árvore onde outros possam achar sombra e descanso.

    Deus abençoe!

    ResponderExcluir
  2. Linda postagem esta nos faz pensar em que tipo de planta devemos ser comparados,pois devemos ser planta agradável aos olhos e que serve de ajuda aos enfermos na fé vejo em seu perfil este tipo de planta Deus o abençoe

    ResponderExcluir
  3. Muito bom, Deus o abençoe!
    Não deixe de nos visitar rssssssss
    http://debemcomavidanoar.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Meu irmão que texto longo, mas não me privei de ler por ser tão interessante! Riquíssimo. Parabéns!

    Sem o GRANDE JARDINEIRO estaremos em extinção!!

    Passando para uma visita. Sinto-me sempre honrado com a sua.

    http://planosdivinos.blogspot.com

    Paz! Deus te abençoe ricamente.

    ResponderExcluir

Seu comentário muito nos alegra!
Que sua vida seja sempre abençoada!